NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Wednesday, August 20, 2014

A GRANDE PROMESSA ---- CAPÍTULO 28 "HORA DO SACRIFÍCIO, MUITA EMOÇÃO"

28

(Continua cena  anterior: falando com certa amargura para despistar o que realmente passa por sua cabeça)

Isaque --(Carinhoso e preocupado com seu pai) - Sente se aqui meu pai, o senhor precisa descansar, eu ainda não entendi, porque o senhor mandou que os dois criados, ficassem lá em baixo no pé da montanha, o senhor não precisava cansar tanto se tivesse trazido tudo no lombo do jumento.

Abraão -- Na hora certa você vai entender tudo, meu filho, mas agora enquanto eu preparo o altar para o sacrifício, você vai catar uns gravetos para colocarmos fogo na lenha do altar.
(Isaque sai, enquanto isso Abraão termina de fazer o altar, utilizando pedras e alguns pedaços de pau roliço, para dar forma ao altar, depois de tudo pronto se assenta e ora ao Senhor)
Hó… Meu pai, aqui estou com o coração sangrando a minha dor não tem tamanho, sei que vai ser muito difícil, mas vou fazer tudo que o Senhor me ordenou.
A minha fraqueza me faz tão pequeno diante de ti, e eu não sei o que falo, mas o Senhor sabe o que faz, e eu só tenho que obedecer, perdoa a minha fraqueza!...

(É interrompido com a chegada de Isaque)

Isaque -- Meu pai consegui, gravetos sequinhos, vai pegar fogo, fácil, fácil; mas meu pai o que está acontecendo? O senhor está esquisito!… O senhor está passando mal? O que o senhor quer que eu faça para ajudá-lo? Vou descer lá no pé da montanha e pedir ajuda aos rapazes que o Senhor não quis que subissem talvez eles possam ajudar em alguma coisa.

Abraão -- Não, meu filho, não, não se preocupe comigo: comigo não está acontecendo nada, eu estou bem. (virando o rosto para não encarar Isaque)... É que...

Isaque  -- Meu pai que tipo de sacrifício é este? O altar já está pronto, a lenha os gravetos já estão todos no lugar, mas onde está o cordeiro para o sacrifício?

Abraão -- Deus proverá o cordeiro para o sacrifício meu filho, Deus proverá.

Isaque -- (Facilitando as coisas para Abraão)

Meu pai já estou entendendo tudo, o senhor não quer falar, mas já entendi que o cordeiro sou eu, e se Deus quis assim cumpra em mim a sua vontade;

(Estende as mãos para que Abraão - o amarre)

Abraão – O meu coração, está sangrando meu filho, mas eu preciso cumprir o que Ele ordenou

(Tremendo de emoção, termina de amarrar e coloca-o sobre a lenha, venda-lhe os olhos, tira o cutelo e levanta-o até a altura para desferir o golpe fatal, quando de repente, o anjo do Senhor interfere)

Anjo do Senhor -- Não Abraão, não faça nenhum mal a sua criança, agora sei que temes a seu Senhor Deus, não me negaste teu único filho.

Abraão  -- (Com voz trêmula)

Hó… Meu Senhor tu me mandaste o carneiro para o sacrifício, glorificado seja o teu nome; é como sempre digo o Senhor sempre sabe o que faz.

(Olha para o lado e vê o cordeiro amarrado, rapidamente tira Isaque do altar, e desamarra o).

Te louvo hó meu Deus porque sei que não desamparas os que confiam em ti

(Abraça forte Isaque com muita emoção) Vamos meu filho, vamos para casa; vou dar uma grande festa, este dia nunca sairá de minha memória.

Isaque  -- Mas, meu pai e o sacrifício?


Abraão -- Sim meu filho, vamos primeiro cumprir com o que o nosso pai nos mandou, depois desceremos a encontrar com os outros rapazes, não vejo à hora de estar em casa e esquecer o quanto antes este episódio, pois só quem é pai sabe o quanto sofri por tudo isto.  FIM...  -------- EJO --------- Continua

  

No comments: