NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Tuesday, July 28, 2015

DEUS NO COMANDO DE TUDO - P/81 " Como exercer a fé: para podermos praticar a fé, precisamos ter conhecimento dela, ajudar nossos irmãos necessitados, e acreditar em nossos objetivos. É mandamento de Deus; e que todos conhecemos, se amamos o nosso Deus como ele nos ama, vamos também obedecer os seus mandamentos. Pois Ele disse para amar o nosso próximo como a nós mesmo e se obedecemos a este mandamento sentimos mais perto a sua presença. Exercitar nossa fé: também não é só fazer caridade, mas ter a consciência de estar agindo corretamente em todas as áreas de nossas vidas, ou pelo menos se esforçando para isto."


                     DEUS NO COMANDO DE TUDO

                      VOLUME --  02 --  PARTE --  81  

(Leia o final do texto anterior para dar sentido ao atual)

Daniel quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa e orou em seu quarto com janelas abertas  da banda de Jerusalém.
E três vezes ao dia se punha de joelhos, e orava e dava graças ao seu Deus, vivo e verdadeiro, como costumava fazer todos os dias.
A partir do decreto assinado, aqueles invejosos passaram a vigiar Daniel, e o flagraram orando a outro Deus que não era o deus do reino, Daniel estava orando e suplicando diante do seu Deus.
Quando-o viram, correram a dar com as línguas nos dentes, e contar ao rei que o havia pego em flagrante, e faziam pressão para que o rei não desse nenhuma chance para Daniel se escapar do veredito assinado pelo rei, e diziam: No tocante ao mandamento real, por ventura não assinastes o edito, pelo qual todo homem que fizesse uma petição a qualquer deus ou a qualquer homem, por um espaço de trinta dias, seria lançado na cova dos leões? Respondeu o rei e disse: estas palavras são certas conforme a lei dos medos e dos persas que se não pode revogar.
Mais que depressa responderam:
Daniel que era um dos transportados de Judá, não tem feito caso de ti, ó rei e nem do edito que assinastes, antes três vezes ao dia, faz a sua oração.
O rei Dario, ficou penalizado por Daniel, pois tinha nele o maior apreço, e propôs em seu coração livrar a Daniel de tal sentença, e matutou muito pensando em uma maneira de livrá-lo, e até ao por do sol trabalhou para salvá-lo.
Aqueles homens sabendo que o rei estava querendo salvar Daniel procuram pressioná-lo mostrando que o rei não podia voltar atrás do seu veredicto, uma vez que aquela lei fora feita pelos medos e persas que eram rigorosos em cumprir suas leis, e que assim sendo, a sentença não poderia ser revogada, e nem ser mudada, e o rei sofreu muito, pois tinha que fazer cumprir a lei.
Mediante a tanta pressão, não teve alternativa, senão mandar buscar a Daniel e o lançar na cova dos leões.
Dario era amigo particular de Daniel, e ficou muito chocado quando aqueles homens o trouxeram, para receber direto do rei a sentença que deveria acabar com sua vida, tudo isso por causa de inveja e politicagem.
Eles tinham inveja de Daniel por causa de seu prestigio diante do rei e da sociedade, pelo muito que fazia por eles.
O rei não tendo alternativa; e com voz embargada, disse a Daniel: O teu Deus, a quem tu continuamente serves, ele ti livrará.
Depois que Daniel foi lançado na cova dos leões, foi colocada uma grande pedra na entrada da cova, para que não houvesse nenhuma chance de escapar dos leões.
E como manda a tradição das leis dos persas e dos medos o rei Dario foi obrigado a selar a entrada com o seu anel, e com os anéis dos grandes do poder, ou seja, dos seus representantes, para que não houvesse nenhuma possibilidade de mudanças na sentença, que foi imposta a Daniel.

Depois disto o rei vai para o seu palácio, cabisbaixo e muito triste, passou à noite sem dormir e muito pensativo, permaneceu em jejum, e deu ordens para que ninguém tocasse nenhuma música, não queria ouvir nenhum som de nenhum instrumento.

                                    ---- EJO ----- Continua
                                    




No comments: