NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Wednesday, July 22, 2015

DEUS NO COMANDO DE TUDO - P/77 "Amar é alegrar-se com a felicidade do outro é tomar as dores do seu semelhante é estar com ele nos momentos de aflição e tristeza - Amar é se esforçar em promover a paz com todos, é não querer fazer justiça com as próprias mãos, pois a justiça e a vingança estão nas mãos de Deus. Somente ele tem poderes para julgar ou condenar o sentimento de uma pessoa, pois ele conhece os pensamentos e o coração de cada um. O amor verdadeiro vindo de Deus, é a base que sustenta nossa existência, porque com amor fica muito mais fácil o entendimento entre as pessoas, e existe mais compreensão, mais paciência e mais tolerância."


                      DEUS NO COMANDO DE TUDO

                        VOLUME -- 02 -- PARTE  --  77

(Leia sempre o final do texto anterior, para dar sentido ao atual)

Belsazar aprendeu tudo de ruim que seu pai praticava, se ele teve alguma virtude não foi mencionado na Bíblia, porque o que vemos na Bíblia era a sua arrogância, e queria que todos se curvassem a ele, e querendo ou não, não tinham nenhuma opção a não ser obedecer, e com isso trazia todos a seus pés, e humilhava-os sem a menor consideração.
Seu poderio transpassou fronteiras, a sua riqueza crescia a todo vapor, pois o que não conseguia tirar de seus oponentes por bem, tirava os por mal.
A sua vida toda foi desagradar a Deus, servindo a outros deuses feitos por mãos de homens.
E tudo quanto de errado que Nabucodonosor fez, serviu para Belsazar copiar.
Para se mostrar diante da sociedade, Belsazar promove uma grande festa, que para tal foi convidado os maiorais de toda a redondeza, e de todos os países vizinhos.
Um grande banquete foi montado para satisfazer os mais exigentes gostos, num total de mil pessoas.
Havendo Belsazar provado o vinho, mandou trazer os vasos de ouro e de prata, que Nabucodonosor seu pai havia tirado do templo que estava em Jerusalém, para assim zombar da existência do Deus verdadeiro.
Trouxeram os vasos, e beberam neles, o rei Belsazar e todos os seus representantes do seu reinado, inclusive as suas mulheres e suas concubinas.
Além desta afronta para com Deus, se desdobravam em louvores aos deuses de ouro e de prata e de cobre, de ferro, de madeira e de pedra, imagens feitas por mãos de homem.
Quando estavam ali naquele cerimonial, aparece uma mão que escrevia na parede defronte do castiçal.
Quando o rei olha para aquela mão e o que ela escrevia, ficou atônito e desfigurado, e perdeu a sua voz por alguns instantes, e sua estrutura foi abalada, não conseguindo ficar de pé e seus joelhos batiam um no outro de tanto que tremia apavorado.
Os seus pensamentos naquele momento se turbaram; as juntas dos seus lombos se relaxaram, e ficou todo desmilinguido e sem firmeza.
Apavorado com a situação, grita em alta voz para que trouxessem os astrólogos, os caldeus e os adivinhadores: e falou o rei e disse aos sábios de Babilônia.
Qualquer que ler esta escritura e me declarar a sua interpretação serão vestidos de púrpura e trará um grosso colar de ouro ao pescoço, e será no reino o terceiro dominador.
De todos os lados de seu reino vieram, pessoas que eram conhecidos por suas famas de adivinhadores e se diziam entender de adivinhações, e que poderiam dar ao rei a interpretação de qualquer coisa que ele quisesse.
Porém diante do que estavam vendo ficaram pasmos, e ninguém soube relatar para o rei o que significava tal escrita.

Não adiantou em nada, trazerem os sábios os astrólogos, e muito menos os que se diziam ser adivinhadores, ninguém soube definir o que estava escrito na parede.

                                      ---- EJO ---- Continua



No comments: