NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Friday, May 09, 2014

DEUS NO COMANDO DE TUDO Nº 59 "NINGUÉM FICA DE PÉ PERANTE O DEUS SANTO DE ISRAEL"

O povo queria andar segundo suas próprias vontades, fazer o que bem quisesse, mas, devido o respeito que tinham em relação à arca, restringiam em suas atitudes. Porém nem todos tinham o mesmo pensamento, e invocavam deuses estranhos e outras imagens e muitos outros tipos de mau comportamento que eram repugnantes aos olhos de Deus. E assim Samuel repreende o povo, dizendo: Se com todo vosso coração vos converterdes ao Senhor, e tirar de dentre vós, os deuses estranhos e preparar o vosso coração ao Senhor, e servi-lo a ele só, ele vos livrará das mãos dos filisteus. Assim fizeram, e tudo aconteceu segundo o que Samuel lhes ordenara, e daí por diante passaram a servir somente ao Deus verdadeiro, o Deus de seus antepassados. Então congregaram em Mispá, tiraram água e derramaram perante o Senhor, e jejuaram aquele dia, e reconheceram seus pecados diante do Senhor. Os filisteus, sabendo que o povo de Israel estavam reunidos ali, entenderam que seria uma boa oportunidade para lutar contra eles. Dividiram em grupos para o ataque, cercando o povo em suas extremidades. Quando os israelitas viram que estavam cercados, se apavoraram e clamaram a Samuel para que orasse por eles, pedindo que os libertassem das mãos dos filisteus. Samuel, sacrifica um cordeirinho que ainda estava mamando, sacrificou-o inteiro em holocausto; e clamou Samuel ao Senhor por Israel, e o Senhor lhe deu ouvidos. Enquanto Samuel fazia o sacrifício, os filisteus acharam que era o momento preciso para atacar, e assim o fizeram, e foram surpreendidos com trovões de alta intensidade sobre os filisteus, e os aterrou de tal modo que foram derrotados diante dos filhos de Israel. E os que sobraram, foram perseguidos, e feridos de morte, e os filisteus foram vencidos pelos filhos de Israel, assim eles pensavam; o que seria do povo se Deus não tivesse a frente da batalha? ---- EJO ---- Continua

No comments: