NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Monday, July 21, 2014

A GRANDE PROMESSA --- CAPÍTULO 06

(no céu as nuvens vão se desfazendo lentamente, quando Senhor termina de falar)


(mais tarde)

Sarai -- (chega Sarai até Abrão, e olha para o altar)… É ficou uma beleza o altar do nosso Senhor; vim trazer alguma coisa pra você comer, deve estar com fome. (entrega o almoço e ajoelha frente ao altar) o Senhor nosso Deus seja engrandecido, pois sei que ele é misericordioso e justo e atende as nossas suplicas, louvado seja o seu nome. (faz uma reverencia e se levanta).

Abrão -- É o que eu digo você é mesmo muito especial, agradeço a Deus a todo o momento, pela mulher maravilhosa que me concedeu.

Sarai -- Assim você me deixa sem graça, tudo o que faço, faço com prazer, porque além de te amar muito, sei que o nosso Deus não falha nunca em suas promessas, sou muito feliz por isto.

Abrão -- Sei que tudo que falou, é verdade e é por isto que nunca me camço de falar o quanto eu te amo.
Sarai, nós precisamos ir até ao Egito para dar satisfação ao rei, justificar a nossa presença aqui, mas estou preocupado pois o rei  desta região tem fama de matar os homens casados, para ficar com suas esposas.

Sarai -- (brincando bem humorada) Quanto a mim, você não precisa se preocupar, eu não sou do tipo de mulher que agrada ao rei… (exibindo seu corpo com gestos)

Abrão -- Você pode até pensar assim, mas não podemos correr riscos, para todos os efeitos nós não somos casados, somos irmãos.

Sarai -- Sim, farei como você achar melhor.


Dois dias depois, cenas no pátio do palácio.

Ló -- (conversa com um dos servos de Abrão)… Precisamos ficar muito atentos, para não sermos surpreendido, estamos em terras estranhas e não sabemos os costumes daqui.

Nicanor -- Acho que deveríamos ter deixado nossas mulheres em casa, olhe como eles reparam cada uma delas, parece até que não existe mulheres por estas bandas.

Eliezer  - (Entra na conversa)… Ter!.. Garanto que tem, mas tenho certeza que nunca viram mulheres tão bonitas, como as desta tribo de Abrão.


Nicanor -- (Se sentindo ofendido) Pra você Eliezer que é novo no grupo, tem que tomar cuidado, no que fala e no que faz, porque o tio Abrão, é muito generoso, mas sabe também ser enérgico quando precisa e todos nós o respeitamos muito.

Eliezer -- Não disse nada por mal, só queria quebrar um pouco a tensão, pois estou vendo certo nervosismo estampado nos rostos de cada um; tudo o que o senhor Abrão fez por mim, vou saber recompensá-lo de alguma forma, sou muito grato a ele… Ele me comprou das mãos de meus senhores, e me deixou em liberdade, para eu ir embora se quisesse.

Nicanor – Mas você não quis ir embora, não é mesmo, você está vendo que é mais conveniente ficar na companhia de Abrão, muito conveniente de sua parte, isto mostra que você é muito esperto.

Eliezer – Não tem nada de esperteza, o que sinto é que tenho uma divida de gratidão muito grande com ele, e farei tudo para não decepcioná-lo.

Nicanor -  (Com ciúmes) Espero que você não venha querer fazer média a nossas custas!...

Eliezer -- Quanto a isto, você podem ficar despreocupado, sei reconhecer o meu lugar!..


Nicanor – Assim será bem mais fácil de nos entender!...    EJO ------------- Continua


No comments: