NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Wednesday, June 22, 2016

DEUS NO COMANDO DE TUDO - V/03 - P/128 "Quando falamos de uma nova criatura, falamos em arrependimento e também de perdão. A mensagem de salvação tem de anunciar o arrependimento e o perdão dos pecados através de Jesus Cristo. A mensagem que não apresenta a necessidade de arrependimento é uma mensagem incompleta, vazia, e sem efeito. A mensagem que não apresenta como base o perdão e o sacrifício de Jesus Cristo, pela sua morte na cruz torna-se vã, incompleta e vazia."

             DEUS NO COMANDO DE TUDO

                 VOLUME - 03 - PARTE - 128

A viagem para Roma foi muito perigosa, mas Deus protegeu a vida de Paulo, da tripulação do navio, e de todos os passageiros e o evangelho continuou a ser espalhado.
O navio em que embarcaram se chamava Adramitino. Esse nome se refere à Adramítino, uma cidade da Mísia que estava situada ao sudeste de Trôade, defronte à ilha de Lesbos.
Importante observar, que Paulo tinha muita facilidade em se relacionar com as pessoas, por isso fez logo amizade com o centurião chamado Julio, que tomava conta de todos os presos,
Depois de um dia de viagem chegaram a Sidom, e pela confiança adquirida pelo seu bom comportamento foi permitido por Julio que ele visitasse seus amigos que residiam ali em Sidom, enquanto o navio era reabastecido
Depois desta visita seguiram viagem, navegando abaixo de Chipre, e os ventos eram contrários, dificultado assim a navegação.
Logo que atravessaram o mar ao longo da Silícia e Panfília, chegaram a Mirra,
Enquanto o navio recebia um novo carregamento adicional, Paulo aproveitou para visitar um grupo de cristãos que moravam ali.
Isso somente foi possível, graças a amizade e a generosidade de Júlio, o centurião.
Depois, passaram ao norte de Chipre. Isto é, navegaram perto da costa, ao longo da extremidade leste da ilha de Chipre, pois desse modo o navio ficava protegido dos ventos de verão e outono que vinham do oeste.
Em seguida atravessaram o mar aberto ao longo de Silícia e Panfília.
O navio seguiu pela costa da Síria em direção ao norte, passando por Antioquia da Síria, e depois contornou para oeste, passando por Atália da Panfília, até chegar a Mirra, a cidade mais importante da província da Lícia.

Nos dias de Paulo. Mirra era um importante porto para navios graneleiros que navegavam entre Alexandria e Roma.

Em Mirra, na Lícia, trocaram de navio e embarcaram num navio alexandrino, pois segundo a conveniência de Julho, este navio chegaria mais rápido a Itália.

                           --- EJO --- Continua


No comments: