NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Thursday, June 12, 2014

DEUS NO COMANDO DE TUDO N º 84 " DAVI POUPA A VIDA DE SAUL POR DUAS VEZES "

Davi foge de Naiote, e se encontra com Jônatas, lamenta com ele a sua situação, pois não fizera nada para desabonar seu pai, e, no entanto era perseguido por ele o tempo todo.
Que fiz eu? Qual é o meu crime? E qual é o meu pecado diante de teu pai, que procura tirar-me a vida?
A situação de Davi, naquele momento não era nada agradável, pois o motivo que levara Saul a persegui-lo, não era nada mais e nem nada menos que ciúmes, pelos seus feitos, pois tudo quanto Davi fazia repercutia de maneira positiva para todos, e todos o elogiava, ao contrário disto, Saul era criticado.
Mas Jônatas tenta confortar Davi dizendo que tudo quanto seu pai fazia, primeiro ele o consultaria, e claro que Jônatas não iria concordar com tamanha ignorância, isto é o que Jônatas pensava, pois seu pai já não estava mais respeitando estas regras.
E a perseguição contra Davi era implacável, acontece que Davi estava nos planos de Deus para reinar Israel, e sempre o protegia.
Saul tinha em seu exército mais de três mil homens, mas com, a astúcia de Davi, ele conseguia ludibriar a todos e sempre escapava das armadilhas de Saul.
Saul, por duas vezes arremessa uma lança contra Davi e não conseguiu atingi-lo, ao contrário Davi, teve Saul em suas mãos por diversas vezes, e não quis fazer nenhum mal contra ele.
Na caverna onde estava refugiado, Saul faz o cerco com seus homens; anoitece e precisavam descansar, Saul dorme na intenção de que quando amanhecesse o dia, ele voltaria à busca de Davi, como disse; Davi era homem astucioso; chegou a Saul sem que ninguém percebesse, e tira um bom pedaço de sua capa, para depois mostrá-lo.
E Dizer para Saul que não o matou porque não quis sujar as mãos com um ungido do Senhor.
Tempos depois, em outra perseguição, Saul estava acampado a entrada da cidade; e viu Davi onde ele estava, e sua espada estava perto de sua cabeceira, cravado na terra, e seus comandados estavam deitados a seu redor.
O companheiro de Davi, contando vitórias a Davi, na expectativa que Davi o ferisse de morte, e Davi mais uma vez demonstra o seu caráter, e não consentiu que fizesse nenhum mal a Saul.
Porém, pegou sua lança que estava a seu lado, e disse a seu companheiro: nenhum dano lhe faça; pois ninguém que estendeu sua mão contra um ungido de Deus ficou inocente, e disse mais; Vive o Senhor, que o Senhor o ferirá, ou o seu dia chegará em que morra, ou descerá a batalha e perecerá.
Qualquer coisa poderia acontecer com Saul, mas, que não fosse através de suas mãos.
Saul reconhece a superioridade de Davi, pois sabia que Deus pelejava por ele, e quem poderia vencer alguém que tivesse sob a proteção de Deus?
Mesmos a contra gosto ou com segundas intenções, disse Saul a Davi: Bendito sejas tu meu filho Davi; pois grandes coisas farás, e também prevalecerás.
Depois destas palavras cada um segue em paz o seu caminho, Davi refletindo as palavras de Saul, disse em seu coração: Certamente ele continuará a me perseguir, e posso perecer em suas mãos, nestas alturas dos acontecimentos, não tem coisa melhor a fazer do que escapar o mais depressa possível.

Vou para as terras dos filisteus, quem sabe Saul esqueça esta perseguição e me deixe em paz e deixe de me buscar. ----------------- EJO ----- Continua

No comments: