NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Tuesday, January 10, 2017

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS -- P/72 -- Continuação -- "Jonas gostando daquela acomodação, não queria outra vida, então Deus enviou um bicho no dia seguinte, e destruiu a aboboreira, e aconteceu que quando veio o sol, veio também um vento calmoso oriental e o sol feriu a cabeça de Jonas. Que acabou por se desmaiar, porém antes de desmaiar se angustia a ponto de querer com toda a tua alma, morrer, e dizia; melhor me é morrer do que viver. E depois de acordar do desmaio, Deus-lhe disse: É acaso razoável que assim te enfades por causa da aboboreira? E ele disse; e é justo que me enfade a ponto de eu desejar a morte?"


        O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                                PARTE - 72

Davi é escolhido para substituir Saul:
Samuel ao por os seus olhos sobre Davi, Deus fala em seu intimo: Levanta-te e unge o porquê é este mesmo.
E Samuel ungiu o perante seus irmãos, e desde aquele dia em diante o espírito do Senhor se apoderou de Davi.
Ao contrario disto aconteceu com Saul, pois o espírito de Deus que estava nele se retirou, e um espírito mau da parte do Senhor o assombrava, e o atormentava.
E os que, o serviam sugere que ele mandasse buscar alguém que soubesse tocar harpa, na esperança de que quando tocasse a harpa, o espírito mau da parte do Senhor se retirasse e ele se acalmaria.
E saíram a procurar este alguém, e foram se dar exatamente com Davi, e disseram ao pai de Davi tudo o que Saul havia dito e o que ele estava passando.
Solicitando a presença de Davi com permissão de seu pai Jessé, que  providenciou um jumento carregado de pão e um odre de vinho, e um cabrito e enviou-os a Saul pela mão de Davi, seu filho.
Davi durante o tempo que esteve com Saul, conquistou sua amizade, toda vez que o espírito mau da parte do Senhor vinha sobre Saul, Davi tocava sua harpa e o espírito saia dele, e ele se sentia aliviado e se achava melhor.
Os filisteus sabendo das condições de Saul acharam que seria o momento oportuno para guerrear contra Israel.
Entre os filisteus havia um homem de estatura bem acentuada, era forte e não temia a ninguém.
Ao contrário, vivia provocando os guerreiros de Israel, para que aparecesse alguém em condições para lutar com ele, e os guerreiros de Israel tremiam de medo, e fugiam de sua presença.
O guerreiro filisteu era o gigante Golias da cidade de Gate, tinha seis côvados e um palmo de altura, trazia na cabeça um capacete de bronze, e vestia uma couraça de escamas, que tinha um peso fora do comum. 
E trazia também por cima de seus pés (Naturalmente muito bem protegidos) pontas de bronze bem afiadas, como também um escudo feito da mesma forma entre seus ombros, isto sem contar o exagero que era a sua lança.
No lugar onde ela batia, naturalmente fazia um grande estrago.

Contra seus inimigos ele usava todos estes apetrechos e, além disto, ainda levava a sua frente o escudeiro para lhe informar tudo o que viria pela frente, para não ser pego de surpresa.

                       ---- EJO ------ Continua


No comments: