NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Monday, December 26, 2016

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/61 -- Continuação --- "À recriminação daqueles marinheiros tinha todos os motivos, pois apesar de não conhecer aquele Deus que Jonas falara, eles tinham total respeito por Ele e o temiam. Tinham certeza que ele estava fugindo da presença do Senhor, e agora em vista de seu relato, estavam sem saber o que fazer com ele, e perguntam, que te faremos nós, para que o mar se acalme? Porque o mar se eleva e engrossa cada vez mais; Jonas por muitas vezes pedia a morte, e Deus sempre o poupava, pois tinha dado um compromisso a ele que teria de ser cumprido a qualquer custo."


      O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                             PARTE - 61

E Samuel obedeceu às ordens de Deus, e transmiti ao povo tudo o que ouvira da boca do Senhor.
Mesmo sabendo, que seria dura a vida para eles após a nomeação de um rei, preferiram ignorar as palavras de Samuel e insistiram, para que nomeasse o rei.
Mediante a insistência do povo, que não mediam suas palavras em ofensas, sem se importar que tudo estava sendo falado diante aos ouvidos de Deus.
Então o Senhor disse a Samuel: Dá ouvidos à sua voz do povo e constitui-lhes um rei.
Daí por diante a missão de Samuel era escolher a pessoa certa  ou pelo menos o que julgasse a ser certo para assumir este posto.
Cada um dos filhos de Israel foram para suas cidades de origem.
Tempos depois, sem menos esperar, surge um homem de boa aparência e resoluto, seu nome era Saul, que estava à procura das jumentas de seu pai que havia desaparecido.
Que por muito procurar já estava perdendo as esperanças de encontrá-las, e também já estava preocupado com seu pai, pois a demora era grande sem ter nenhuma noticias deles.
O companheiro de Saul sabia que existia naquela região um homem de Deus e honrado por todos, que tudo quanto disser sucede infalivelmente, vamos até ele, e ele nos mostrará o caminho que devemos seguir.
Saul decide procurar o tal homem de Deus, mas, como por costumes da região, para se chegar a alguém para lhe pedir determinado favor naturalmente teriam que ter alguma coisa para lhe oferecer, e eles estavam desprevenidos, a única coisa que ainda restava em suas mãos era um quarto dum siclo de prata para dar ao Homem de Deus.
Antigamente em Israel, indo qualquer um consultar a um homem de Deus, ele o tratava como um vidente, que era propriamente o profeta.

E assim fizeram, na esperança que o profeta de Deus aceitasse a pouca quantia de dinheiro que tinha nas mãos, e os ajudassem.

                             --- EJO --- Continua


No comments: