NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Wednesday, August 09, 2017

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS -- P/222 -- CONTINUAÇÃO -- "É importante levar em conta, que ninguém vai impedir o que fizeres, seja de bom ou ruim. Por isto, suas atitudes devem ser levadas a sério e com responsabilidade. Para que possa fluir de maneira tal a satisfazer a vontade de Deus. Somos livres para escolher o que devemos fazer, ninguém tem o direito de interferir em nossas atitudes a não ser a nossa própria consciência. Todos nós temos que procurar aquilo que é de melhor para que possamos comemorar vitórias"

                O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                                           PARTE - 222

Jó; um homem muito querido por todos, porém havia três de seus amigos que se destacava entre os demais, que vendo as condições que ele se encontrava, levantaram as suas vozes em grande choro, e rasgaram as suas vestes, e sobre sua cabeças lançaram pó da terra ao ar, e sofrendo com o sofrimento de Jó
Assentaram-se juntos dele na terra, sete dias e sete noites, sem dizer uma só palavra, porque viam que a dor era muito grande.
Depois que seus amigos, se assentaram junto dele, esse tempo todo, Jó, foi o que pronunciou as primeiras palavras, e amaldiçoou o dia em que nasceu como também à noite em que foi concebido; em suas palavras de dor e angústia, ele dizia:
Converta aquele dia em trevas; e Deus lá de cima não tenha cuidado dele, nem resplandeça sobre ele a luz.
Contaminem-no as trevas e a sombra da morte; habitem sobre ele nuvens; negros vapores do dia o espantem!
A escuridão tome aquela noite, e não se goze entre os dias do ano, e não entre no número dos meses! (Dá pra entender que é por este motivo que temos a diferença no mês de fevereiro)
Há! Que solitária seja aquela noite, e suave música não entre nela!
Amaldiçoe-na, aquele que amaldiçoam o dia, que estão prontos para fazer correr o seu pranto, tudo que Jó pode amaldiçoar assim o fez, porque se dá luz ao homem, cujo caminho é oculto, e a quem Deus o encobriu?
Porque antes do meu pão, vem o meu suspiro, e os meus gemidos se derramam como água, porque o que eu temia me veio, e o que receava aconteceu.
Nunca estive descansado, nem repousei, mas veio sobre mim a perturbação.
Depois deste desabafo, Elifaz um de seus bons amigos o repreende, dizendo:
Se intentarmos falar-te enfadar-te-á, mas quem poderá conter as palavras?
Eis que ensinastes a muitos, e esforçaste as mãos fracas.
Os seus conselhos levantavam os que tropeçavam, e os joelhos que desfaleciam, fortificavam.
Mas, agora, a ti vem, e ti enfadas; e, tocando-te a ti, te perturbas.

Porventura não era o teu temor a Deus a tua confiança, e a tua esperança a sinceridade dos teus caminhos?

                                    ---- EJO ----- Continua


No comments: