NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Friday, August 11, 2017

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - PARTE - 224 -- CONTINUAÇÃO -- "Muitos acham que se estiverem contribuindo, regularmente e fazendo seu ato de caridade, vai solucionar seu compromisso diante de Deus, mas é sabido que nada disto vai adiantar em alguma coisa. Caridade no sentido de tirar do bolso uma quantia que não vai lhe fazer falta alguma, ou de assinar cheques que não vai fazer nenhuma diferença em seu extrato bancário, ainda não resolve. Pois o que resolve mesmo é estar agindo segundo a vontade de Deus, e seu amor pelo seu próximo que é mandamento de Deus. Que ainda está sendo a maior de todas as virtudes"

                O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                                             PARTE - 224

As justificativas, de Jó foram mais que um discurso comovente; reconhecendo que não merecia nenhum tratamento especial por parte de Deus, e se coloca como a menor das criaturas de Deus.
E se dava por satisfeito, tudo que viesse para o seu bem, como também recusava, em fazer qualquer tipo de retaliação às palavras de Deus, ele dizia:
A minha alma recusa tocar em suas palavras, pois são como a minha comida sem apetite.
Quem dera que se cumprisse o meu desejo, e que Deus me desse o que espero!
*Na realidade Jó não esperava outra coisa senão a morte*
E que se Deus quisesse quebrantar-me, e soltasse a sua mão e acabasse logo comigo, e acabasse também com meu tormento! Não me poupando ele, porque não fiz nenhuma oposição às palavras do Santo.
Naturalmente que Deus sabia de todo o sofrimento de Jó, mas, estava usando o para servir de exemplo para outros, sabia muito bem até que ponto poderia suportar as provações, por isso muitas das suas atitudes, Deus não as consideravam.

E Jó às vezes era pesado em seu linguajar, queria que Deus o fizesse entender o porquê estava acontecendo tudo aquilo com ele.
Até quando não me deixarás, nem me largarás, até que eu engula a minha saliva? Se pequei, que te farei, ó guarda dos homens? Porque fizeste de mim um alvo para ti, para que a mim mesmo me seja pesado?
E porque não perdoas as minhas transgressões, e não tira a minha iniqüidade? Pois agora me deitarei no pó, e de madrugada me buscarás, e não estarei lá.
Outro amigo de Jó o repreende, e justifica a Deus pelo seu sofrimento.
Até quando falarás tais coisas e as razões da tua boca, serão qual vento impetuoso?
Porventura perverteria Deus o direito, e perverteria o Todo poderoso a justiça?
Se teus filhos pecaram contra ele, também ele os lançou na mão da sua transgressão.
Mas, se tu de madrugada buscares a Deus; e ao Todo poderoso pedires misericórdia.

Se fores puro e reto, certamente logo despertará por ti, e restaurará a morada da tua justiça.

                                 ---- EJO ----- Continua



No comments: