NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Friday, June 09, 2017

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DEUS - P/179 -- CONTINUAÇÃO -- "A essência do perdão é justamente, não olhar, pelo que seu inimigo fez, mas pelo que poderá fazer, depois de perdoado. Pois o perdão é para os arrependidos, naturalmente, se ele não te pedir perdão, não tem como ser perdoado. Mas em seu coração, deverá deixar as conseqüências, causadas por seu inimigo, nas mãos de Deus. Pois somente Ele, é o senhor da vingança e da justiça, não podemos querer mal, a quem quer ver nossa ruína, pois não podemos nos igualar a eles"


                 O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                                             PARTE -179

E faço confissão pelos pecados dos filhos de Israel, que pecamos contra ti, e não guardamos os mandamentos, nem os estatutos, nem os juízos, que ordenaste a Moisés teu servo.
Lembra-te, pois, da palavra que ordenaste a Moisés teu servo, dizendo:
Vós transgredíreis, e eu vos espalharei entre os povos.
A oração continua, e Neemias entende o que Deus quer:
E vós vos convertereis a mim, e guardareis os meus mandamentos, e os fareis:
Então, ainda que os vossos rejeitados estejam no cabo do céu, de lá os ajuntarei e os trarei ao lugar que tenho escolhido para ali fazer habitar o meu nome.
Estes rejeitados ainda são teus servos e o teu povo que rasgaste com tua grande força, e com a tua forte mão.
Ah! Senhor esteja, pois, atentos os teus ouvidos à oração dos teus servos que desejam temer o teu nome:
E faze prosperar hoje o teu servo, e dá lhe graças perante este homem, que até então era copeiro do rei.
 Tudo isto que estava acontecendo em Jerusalém, o rei Artarxerxes rei da Pérsia ao tomar conhecimento das condições em que se encontrava Jerusalém, envia Neemias para restaurar os muros que estavam em ruínas.
 Nesta época Artarxexes já reinava à Pérsia a vinte anos, e Neemias era seu atual copeiro, que sempre o servia com alegria, nunca se via nele nenhuma má vontade e estava sempre pronto pra tudo.
Porém neste dia quando foi servir o vinho ao rei, como de costume, estava abatido e com semblante triste, a ponto de incomodar o rei.
Preocupado com a saúde de seu mordomo, faz um interrogatório, pra saber o que estava acontecendo com ele, queria saber o motivo de sua tristeza, ou se estava doente.
E ele responde que era apenas tristeza de coração.
 Temendo ele que o rei pudesse fazer alguma represália, pelo fato de não demonstrar simpatia na hora de atendê-lo, força um sorriso e tenta ser simpático, e diz: Viva o rei para sempre! 
Como não poderia estar triste vendo a sua cidade natal em verdadeira desolação, até os grandes portões da entrada de Jerusalém foram queimados.

                               ---- EJO ----- Continua


No comments: