NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Wednesday, September 09, 2015

DEUS NO COMANDO DE TUDO - P/112 "A vida do cristão tem que ser diferente da vida do ímpio, não tem como comparar a sua vida com o outro, porque para ser cristão tem que haver transformação, e dar testemunho daquilo que representa. Os atos dos ímpios não podem em hipótese alguma afetar a vida do verdadeiro cristão, portanto não se misturam. Malaquias 3.v.18. Então vereis a diferença entre o justo e o ímpio, o que serve ao Senhor e o que não serve. Pois todo aquele que serve ao senhor é bem-aventurado, os que guardam e trilham com integridade o seu caminho, e os que andam na lei do senhor e guardam os seus testemunhos, e os que o buscam de todo o coração, - Salmo ll9 -1,2 "


                   DEUS NO COMANDO DE TUDO

                    VOLUME  --  02  PARTE  --  112

(Leia sempre o final do texto anterior para dar sentido ao atual)

Depois de um minucioso interrogatório, queriam saber toda a origem de Jonas e porque estava acontecendo tudo aquilo, então lhe disseram.
Declara-nos, tu, agora, porque razão nos veio este mau, que ocupação é a tua? E donde vens? Qual a sua terra, e de que povo és tu?
Jonas um tanto desconcertado, sem saber o que responder se humilha e disse; eu sou Hebreu e temo ao Senhor Deus, do céu que fez o mar e a terra seca.
Na medida em que Jonas contava tudo o que se passara com ele, os marinheiros apavoravam cada vez mais, e repreende a Jonas pela sua irresponsabilidade, porque fizeste tu isto?
À recriminação daqueles marinheiros tinha todos os motivos, pois apesar de não conhecer aquele Deus que Jonas falara, eles tinham total respeito por Ele e o temiam.
Tinham certeza que ele estava fugindo da presença do Senhor, e agora em vista de seu relato, estavam sem saber o que fazer com ele, e perguntam, que te faremos nós, para que o mar se acalme?
Porque o mar se eleva e engrossa cada vez mais; Jonas por muitas vezes pedia a morte, e Deus sempre o poupava, pois tinha dado um compromisso a ele que teria de ser cumprido a qualquer custo.
Mais uma vez Jonas tenta enganar a Deus tentando se matar para se ver livre daquele compromisso, só que não imaginava que Deus teria providenciado um grande peixe, para apanhá-lo.
Então ele disse, levantai-me e lançai-me ao mar, e o mar se aquietará, porque eu sei que é por minha causa que vos sobreveio esta tempestade.
Na tentativa de conseguirem vencer a tempestade os marinheiros remavam num esforço subumano.
Pois não queriam obedecer ao pedido de Jonas em laçá-lo ao mar, eles temiam que pudessem receber alguma retaliação ou algum tipo de castigo, se o jogassem no mar.
Então remavam desesperadamente sem parar esforçando-se por alcançar a terra, mas o mar ia se embravecendo cada vez mais contra eles, tornando impossíveis aquelas manobra.
Mediante a tanto sufoco eles se justificam para que Deus não os repreendessem, pois teriam de tomar aquela atitude, aí clamaram ao Senhor e disseram Ah! Senhor!
Nós te rogamos! Por causa da vida deste homem, e não ponha sobre nós o sangue inocente; porque tu Senhor fizeste como te aprouve.
Levantaram Jonas e o lançaram ao mar, e naquele mesmo instante o mar cessou a sua fúria; comparando o peso do pecado de Jonas com o peso de todas as mercadorias que foram lançadas ao mar, o peso do pecado era muito maior que tudo quanto foi jogado fora.
Pois logo que Jonas foi retirado do navio tudo voltou à calmaria, mesmo depois que rogaram ao Senhor, a não culpá-los pela morte de Jonas, ainda assim se sentiam culpados.
E queriam a qualquer custo se livrar daquela culpa, oferecendo sacrifício ao Senhor, e fizeram votos,

                                                             ---- EJO --- Continua




No comments: