NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Tuesday, April 11, 2017

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS -- -P/137 -- SENTIMENTO DE CULPA - "Para consolidar a nossa vitória diante do pecado, temos que passar por um processo de renúncia e arrependimento dos nossos erros, todos os nossos atos deverão passar por uma avaliação definitiva, segundo a nossa própria consciência. Será que estamos agindo corretamente, ou estamos deixando margens que possa nos comprometer; não conseguiremos nenhuma vitória e nem tão pouco a salvação se não houver renúncia e arre-pendimento sincero"


         O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                                    PARTE - 137

Não estando satisfeitos colocaram-nos em cativeiro, suas mulheres, seus filhos e filhas, mesmo sabendo que eram seus irmãos filhos de Judá e de Jerusalém.
Porventura, não sois vós mesmos aqueles, entre os quais são culpados perante o Senhor vosso Deus?
Agora, pense bem o que estão fazendo, e devolva os prisioneiros que trouxestes presos de seus irmãos, porque o ardor da ira do Senhor está sobre vós.
E de entre os filhos de Efraim surge alguns homens, fortes e valentes, e não deixa entrar na cidade aqueles presos, porque não queriam acrescentar mais culpas diante do Senhor, reconhecendo que já eram pecadores demais, e muitas culpas tinham certeza que precisavam prestar contas delas ao Senhor.
E a multidão de presos, muitos já sem forças, outros nús, foram entregues aos maiorais diante de toda congregação.
E tudo que haviam tomado deles foram devolvido cada coisa ao seu legitimo dono, e todos os que estavam nús foram vestidos e toda multidão de presos, alimentados dignamente
Depois de tudo resolvido foram devolvidos para suas terras de origens.
Os que estavam mais fracos foram levados em lombos de jumentos, a Jericó, a cidade das palmeiras.
Voltando a se a encontrar com seus irmãos, e a rotina de suas vidas.

Que sujeito asqueroso, esse tal rei Acaz, não conseguia acertar em nada, pelo contrário só conseguiu a antipatia dos reis vizinhos, e ninguém atendia seus pedidos de ajuda.

                                ---- EJO ---- Continua


No comments: