NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Tuesday, October 04, 2016

OS SINAIS DOS TEMPOS - Parte - 150 - PREPARAÇÃO


OS SINAIS DOS TEMPOS - PREPARAÇÃO

                           PARTE -150


A muito tempo atrás, ouvi alguém contar um sonho, que no mínimo muito curioso, dizia mais ou menos assim: Sonhei que havia morrido e fui transportado diretamente para o inferno.
Nos primeiros contatos com seus moradores; já tive a impressão que havia vindo para o lugar errado, não se tinha ali o menor respeito por ninguém, e tudo era feito com grosseria em total falta de educação e respeito uns pelos outros.
Pude observar que não existia compreensão por parte de ninguém, cada um queria ser mais abusado que o outro numa total falta de paciência.
Além, disto pude observar que havia um clima esquisito no ar que não dava pra discernir, um cheiro horrível e constante muito penetrante, que parecia que ia estourar a minha cabeça.
As horas passavam e eu tive fome, então fui procurar, onde teria alguma coisa para se-comer, entrei em um enorme salão e me deparei com uma grande mesa já posta para as refeições.
Por sorte cheguei em cima da hora, era uma mesa gigante cercada pelos seus moradores, parecia que estava faltando somente a mim.
Havia muita fartura, mas os talheres eram imensos, muito grande mesmo, na medida da fome de cada um, com sua falta de cooperação, ninguém se satisfazia, pois jogavam a comida toda fora e não conseguiam comer nada.
Era um verdadeiro desacerto e sofrimento; então entendi que ali não era realmente o meu lugar, havia pegado o bonde errado, e decidi que precisava sair dali o mais rápido possível.
*Como se isto fosse possível, uma vez ali jamais alguém sairá, porque existe um grande abismo entre o céu e o inferno; mas isto é apenas um sonho, e em um sonho tudo é possível*
Então procurei as autoridades competentes e expliquei que havia um engano de eu estar ali, e logo foi providenciado para que eu tomasse outro caminho.
Aí sim cheguei ao lugar certo: que paz que tranqüilidade, que harmonia tudo era tão perfeito, que me arrependia de não ter vindo para cá há mais tempo.
Dava gosto andar por aquelas paisagens tão maravilhosas, que ruas! Cada uma mais bonita que a outra, o rio de águas cristalinas que cortava o jardim, precisava ver que maravilha.
Depois de muito andar pelos jardins e pela cidade, tive fome e procurei o lugar onde fazia as refeições, que por ironia era do mesmo jeito que havia visto no outro lugar que nem gosto de falar o nome.
Todos assentados ao redor da mesa, os seus semblantes alegres e cordiais demonstrando toda felicidade e amabilidade possível.
Cada um queria se mostrar mais amáveis que o outro, então eu pensei, que diferença de um lugar para o outro, está decidido é aqui que eu quero ficar; mas, e os talheres grandes?
Acontece que ali havia cooperação, havia solidariedade, o que estava assentado numa extremidade, servia o que estava assentado a sua frente e vice-versas e todos eram alimentados até se fartarem.
A lição que tiramos deste sonho é que não podemos ser individualistas, pois todos nós precisamos uns dos outros, a cooperação e a solidariedade não faz mal a ninguém.
Mutualidade e reciprocidade, dois fatores que se destacam no sentido da cooperação na vida de quem ama seu próximo; o termo mutualidade é empregado para se referir às expressões recíprocas.

Mostrando assim o que uma pessoa faz pela outra, também gostaria que esta pessoa-o tratasse da mesma forma.

              ----- EJO ---Continua 


No comments: