NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Monday, April 13, 2015

O CAÇADOR DE CORRUPTOS-CAP-32


Capítulo -- 32

O tempo passa e Roberval sem dar as caras.
Sempre quando se comunicava com a família, falava de celular, e nunca repetia o mesmo aparelho, cada um com um registro diferente, mesmo porque também eram de donos diferentes, roubados de transeuntes da cidade pelos seus aliados.
E tendo o cuidado para não deixar nada que pudesse localizá-lo saindo da fazenda para não correr o risco de ser rastreado através do telefone, e imediatamente fugia do local.
Estava bem escondido em uma das fazendas do tal deputado corrupto, que nunca se via a sua cara e muito menos certeza de seu legitimo nome.
Estava voltando de um desses telefonemas, quando foi interpelado pelo encarregado da fazenda.

Encarregado -- Senhor Roberval tenho ordens para tratá-lo com certa regalia, mas o senhor não pode se ausentar da fazenda sem nos dar satisfações, porque não podemos por em risco a integridade do deputado.

Roberval -- Você não precisa se preocupar, pois sei muito bem o que estou fazendo, e sei me defender muito bem, sem complicar a vida do outro.

Encarregado -- É, mas todo cuidado é pouco, venha ele quer falar contigo!

Roberval -- Ele está aqui na fazenda? Até que em fim vou conhecê-lo?

Encarregado -- (Fala ríspido) Não posso te garantir nada!...
------
Entram em uma grande sala, onde havia muitas mesas e muitas cadeiras, indicando que o local era reservado para festas e tinha também um televisor de tela bem grande; desses modernos.
-----
Encarregado -- O senhor pode ficar a vontade, se quiser tomar café, água ou alguma bebida, está tudo aqui a sua disposição, eu vou sair, como de praxe não ouvir o que o deputado tem a dizer para que amanhã ou depois eu não ter nada pra dizer porque não ouvi, nada sacou!... (sai)
------
Depois de uma longa espera, e de vários cafezinhos, a televisão é ligada automaticamente, deixando o assustado, o deputado aparece, só que a imagem estava totalmente distorcida e sua voz modificada.

Deputado -- Bom dia Roberval, você está sendo bem tratado?

Roberval -- Bem até demais, afinal, pensei que ia te conhecer agora!

Deputado -- Melhor, não, pra minha segurança e a sua.

Roberval -- Então pra que esta reunião?

Deputado -- Quero que você reúna seus homens, para procurar um certo camarada que está nos investigando, se ele chegar até nós, todos nós estaremos em apuros, vamos almoçá-lo antes que ele nos jante.

Roberval -- Mas deputado, o senhor sabe que meus homens de confiança estão presos, e com eles até meu próprio filho, que foi baleado quase que em minha presença sem que eu pudesse fazer nada por ele.

Deputado -- Sei perfeitamente de tudo isto, mas seu filho já se recuperou, e em menos de vinte e quatro horas vão estar soltos, já estou mexendo com meus pauzinhos pra resolver este assunto.

Roberval -- Fico feliz em saber que meu filho está bom, e se ele vai se livrar da prisão, melhor ainda.


Deputado -- Mas, não se esqueça de que isto é uma divida a ser paga, e você sabe como.

                                         ---- EJO ----- Continua



No comments: