NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Monday, November 17, 2014

NUNCA É TARDE PARA VOLTAR -- CAPÍTULO -- 36

Capítulo 36

Enquanto, Rebeca se entende com Heitor, Sucupira descansa dentro de uma banheira de massagem, com sais minerais e com tudo o que tem direito, mediante a aquele conforto todo e seu corpo pedindo um pouco de paz, acabou dormindo dentro d’água, só acordou quando foi chamado pela senhorita Rebeca.
---------
Rebeca -- Vamos Sucupira, temos trabalho pela frente.

Sucupira --Você me chama na hora mais gostosa do sonho, acredite que estava sonhando com minha família, e parecia tão real, que não queria acordar.
Quando você me tocou, pensei que fosse a minha esposa, e mesmo depois de acordado o meu subconsciente, não queria me desmentir, pois os pensamentos estavam muito longe dali e não queria voltar à realidade de tudo o que aconteceu. (Fala com certa melancolia) Aqueles canalhas que destruíram minha família, vão pagar caro, eu não descanso enquanto não por as minhas mãos em cada um deles; bem mudemos de assunto porque mesmo que me acordou?

Rebeca -- O tal do senhor Heitor insiste que quer falar com você de qualquer jeito, ele disse que é assunto de seu interesse.
Eu tomei bastante tempo dele enquanto o Percival rastreava seu telefone, já constatei e realmente o numero que ele me deu estava checando com o numero do hotel onde se hospeda, agora é com você a decisão.

Sucupira – Bem!... Vou marcar esta reunião para as dez horas da noite, mas nós vamos pra lá duas horas antes, assim evitaremos qualquer imprevisto.

Rebeca – Mas, aonde pensa que vai marcar este encontro, se você não conhece nada aqui?

Sucupira  -- Tenho um endereço aqui que vai calhar para este encontro, eu ainda não conheço lá pessoalmente, só por fotos pela internet, é a biblioteca pública, neste horário quase não tem movimento lá.
E, além disto, tem um senhor apartamento anexado à biblioteca, onde mora este meu amigo que a administra.
E ele será mais um aliado nosso.

Rebeca -- De onde você conhece este seu amigo?

Sucupira  - Nós trabalhamos juntos, na França, numa missão muito perigosa, ele é um sujeito de muita coragem, mas agora está aposentado e veio trabalhar aqui na Inglaterra, mas sempre nos comunicamos através da internet.
Bom, agora podemos voltar ao assunto do encontro com este marginal; Rebeca, você ficará na entrada da biblioteca e procura investigar todo suspeito, naturalmente que ele vai fazer o possível para passar despercebido, por isto toda atenção é pouca.
Tenho certeza que este infeliz está querendo armar pra cima de mim, mas na hora que ele chegar vai ter uma grande surpresa...

Percival -- Temos que levar em conta, que não estamos lidando com amador, e que tudo pode acontecer, se nós estamos nos prevenindo, precisamos entender que eles também não são idiotas.
Para não corrermos riscos e nem chamar a atenção, vamos deixar aqui nossos equipamentos, e pedir ao amigo de Sucupira que venha buscar pra nós.
E que cada um de nós precisamos nos caracterizar de forma bem diferente do que estamos acostumados, nós podemos não conhecê-los, mas, eles sabem muito bem quem somos, o fator surpresa, sempre foi e sempre será uma arma poderosa, e precisamos estar atentos a qualquer tipo de surpresa, e revertê-la em nosso favor.


Sucupira -- Eu gosto de você e não é atôa, você custa falar, mas quando fala, fala acertado, vamos seguir a risco tudo quanto falou, garanto que ele não virá sozinho, e são perigosos.

               ------ EJO ---- Continua



No comments: