NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Friday, December 11, 2015

DEUS NO COMANDO DE TUDO - V/03 - P/22 "Como cristãos somos cobrados da sociedade, a dar testemunho, e assim sendo é nosso dever fazer de tudo para não colocar o nome do evangelho a ser escarnecido em atos de zombaria. Somos representantes de Jesus Cristo aqui na terra, Ele nos diz; e ser-me eis testemunha, o apostolo Paulo também nos afirma que somos Embaixadores de Cristo, e se somos representantes de Cristo, temos que levar uma vida digna de seus Embaixadores, o nosso exemplo tem que ser diferenciado."

                       DEUS NO COMANDO DE TUDO

                        VOLUME --  03 --  PARTE  --  22

E ao chegar ao Gólgota, que também era conhecido como o lugar das caveiras, Jesus já estava muito abatido com o sofrimento até chegar ali, suado e cansado deram-lhe de beber, vinho misturado com fel, que foi rejeitado logo ao perceber o que estava tomando.
E assim Jesus foi pregado na cruz, e suas roupas foram repartidas através de sorteio, assim estaria cumprindo o que foi dito pelos profetas, que diziam: e repartiram entre si os meus vestidos, e sobre a minha túnica lançaram sortes.
No topo da cruz colocaram a frase de sua sentença, que dizia: este é Jesus o Rei dos Judeus, depois de colocarem a tal frase foram se assentar; naturalmente em algum barranco que ali existia para de longe aguardar os resultados.
Junto de Jesus foram crucificados dois salteadores, um a direita e outro a esquerda, e quando passavam por eles, blasfemavam de Jesus, meneando a cabeça: tu, que destróis o templo e em três dias o reedificas; salva-te a ti mesmo, e se tu és o filho de Deus, desce da cruz.
Jesus era blasfemado por todos, principalmente pelos príncipes dos sacerdotes, escribas, anciãos e fariseus, e diziam também; salvou os outros e a si mesmo não pode salvar-se, se é o rei de Israel como dizem, desça agora da cruz e creremos que tu és o filho de Deus, confiou em Deus;  e Ele livra-o agora se o ama; porque disse sou filho de Deus; as palavras foram repetidas pelos salteadores que a seu lado estavam.
Seis horas depois, houve trevas em toda a terra, até completar a hora nona e quando estava chegando aquele momento da hora nona Jesus exclama em alta voz, dizendo: Eli, Eli, La-má sabactâne, traduzindo; Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste?
Cada um dos que estavam ali por perto e que ouviram Jesus falando, logo vinha em suas cabeças as mais absurdas conclusões sem entender o que Jesus dizia, tiravam as sua próprias dizendo: Ele está chamando por Elias.
Um dos mais ousados pegou uma cana com uma esponja e a embebedou com vinagre levando a esponja até a boca de Jesus, forçando-o a beber, sendo repreendido pelos demais, dizendo: deixa, vamos ver se Elias vem livrá-lo.
Um dos malfeitores que com Jesus estava sendo crucificado blasfemava dele dizendo: se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo e a nós, o outro toma por ofensa as dores de Jesus, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? Nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que nossos feitos mereciam, mas este homem nenhum mal fez. 
Virando para Jesus, disse; Senhor lembra-te de mim, quando entrares em teu reino; de imediato Jesus responde; em verdade te digo que hoje mesmo estarás comigo no paraíso.

----------------- XXXXXX -------
Estas palavras de Jesus ao ladrão na cruz nos dá a entender que o Paraíso já existe, mas é mistério que só ficaremos sabendo onde, no final de nossa existência, ou seja quando encontrarmos face a face com Deus.
Você pode vasculhar o mundo todo de baixo pra cima de cima pra baixo ou de qualquer posição que jamais o encontrará.
Entendemos que todo sacrilégio, toda humilhação que Jesus passou ocorreu durante a noite; lá pelas seis horas da manhã Jesus pendurado no madeiro, o povo ainda estava tripudiando e difamando Jesus em tudo quanto a maldade lhes permitiam.
O céu já estava claro, o sol já não refulgia com seus raios brilhantes, de uma hora pra outra tudo escurece, virando trevas total.

A escuridão durou cerca de três horas, e às nove horas tudo clareou novamente, em meio às trevas o véo do templo rasgou de alto a baixo, este véo servia para separar o povo do altar do Senhor, que somente os sacerdotes escolhidos podiam se aproximar dele.

                                   ---- EJO ---- Continua



No comments: