NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Wednesday, May 24, 2017

O PROPOSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/167 -- CONTINUAÇÃO -- "Se realmente a razão for sua e ele não acatar a decisão da igreja, ai então deverá ser deixado de lado e orar por ele. Até que depois de esfriar a cabeça por si só, chegue à conclusão de seus erros e venha te pedir perdão. Neste caso você deverá perdoá-lo quantas vezes for necessário, atendendo o ensinamento de Jesus, que nos manda perdoar não somente sete vezes, mas setenta vezes sete"


                 O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                                          PARTE - 167

Mas depois que nossos pais provocaram à ira do Deus dos céus e da terra, Ele os entregou nas mãos de Nabucodonosor, rei de Babilônia, o qual destruiu esta casa e transportou todo povo para Babilônia.
Tudo o que havia acontecido e todo relato do povo que foi ouvido pelo governador foi repassado para o rei Dário.
Quem é que pode ir contra uma ordem de Deus:
O rei Dario entendendo que o que estava sendo feito estava vindo diretamente de Deus.
Passou a averiguar e analisar todos os pontos, e na sua busca por informações e documentos antigos em sua escrivania, deparou-se com uma carta deixada pelo rei Ciro, onde determinava que a casa de Deus teria que ser apoiada pelos reinos que viesse após ele, e que todas as despesas deveriam ser por conta do governo da época.
Chegando a conclusão que deveria dar apoio aos trabalhadores e não impedir que obra fosse realizada.
Quando o rei Ciro assumiu o poder, logo no primeiro ano de seu reinado, deu ordens a respeito da casa de Deus, em Jerusalém, dizendo:
Esta casa se edificará para lugar em que se ofereçam sacrifícios, e seus fundamentos serão firmes; e sua altura de sessenta côvados, e a sua largura também de sessenta côvados.
Com três carreiras de grandes pedras bem trabalhadas e uma carreira de madeira nova de primeira qualidade, e tudo quanto for necessário para um trabalho bem sucedido e bem feito segundo as instruções do mestre de obras, e deixando bem claro que todas as despesas deveriam ser feitas por conta da casa rei, isto é, passando esta incumbência para todos os reis que viriam após ele.
Assim sendo a casa do senhor teria manutenção garantida em lei.
O tal governador que foi ao rei com a intenção de fazer a obra paralisar, sai da presença do rei, naturalmente sem graça, e o pior para ele e seus companheiros, foi à ordem expressa do rei que os deixassem em paz para dar continuidade à obra, dizendo: Deixa os na obra desta casa de Deus, para que o governador dos judeus e os judeus edifiquem esta casa de Deus no seu lugar.

Também por mim se decreta o que haveis de fazer com os anciãos dos judeus que estão trabalhando nesta obra, a saber; que da fazenda do rei, dos tributos dalém do rio, se pague prontamente as despesas destes homens, para que não sejam impedidos de trabalhar e não atrasar o andamento da edificação.

                                 ---- EJO ----- Continua


No comments: