NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Thursday, March 16, 2017

O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS - P/119 -- CONTINUAÇÃO --- "Ou então ouvir esta frase, bem está servo bom e fiel, sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei, entra no gozo do teu Senhor. Para que possamos ouvir estas frases, teremos que fazer por merecer, pois o nosso Deus é justo, e jamais vai deixar de cumprir tudo o que nos prometeu. Se formos fieis e permanecermos segundo seus mandamentos e seus ensinamentos. Pois, se as nossas atitudes não estiverem em sintonia com seus mandamentos, vamos ter que sentir o dedo de Deus em nossa direção apontando para nos fazer ouvir a frase que ninguém quer ouvir"


        O PROPÓSITO E A PROVIDÊNCIA DE DEUS

                              PARTE - 119

Então um dos guerreiros, localizando a Acabe acertou lhe uma flexa bem no centro de seu peito onde havia uma brecha de sua armadura. Agonizou durante toda tarde até quando o sol se pôs e morreu.
Diante disto Josafá retorna para Judá, onde era rei, e foi repreendido pelo profeta Jeú, que disse a ele:
Devias tu ajudar ao ímpio, e amar aqueles que aborrecem ao Senhor?
Por isso virá a ti grande ira de diante do senhor.
Boas cousas porém acharam em ti, pois limpara todos os bosques, e preparaste o teu coração para buscar ao Senhor teu Deus.
Com esta advertencia do profeta, Josafá se dá conta que precisava concertar o seu conceito diante de Deus, e procura corrigir seus erros, e rotomar sua confiança pelo povo, trazendo os de volta a seu dominio, exindo do povo que buscassem sempre ao Senhor Deus o Deus de seus pais, e fossem fiéis a Ele.
E naturalmente mostrando ao povo a sua falha diante de Deus, e que isto servisse como exemplo para que todos confiassem em Deus, sob qualquer pretexto.
Estabeleceu juizes na terra, em todas as cidades fortes e de cidade em cidade, disse aos juizes, para que tomassem muito cuidado, para não fazer nenhum julgamento segundo a interesses de homens, mas que todo julgammento teria que ser feito segundo a vontade de Deus, sabendo se que Ele estaria na direção de tudo quanto passase pelo julgamento dos juizes.
Agora, pois, seja o temor do Senhor convosco:
Guardai-o, e fazei-o, porque não há no Senhor nosso Deus, iniqüidade nem aceitação ou preferências por pessoas, todos deveriam ser trados de igual forma, e nem tão pouco aceitação de presentes, em troca de favores.
Em nossos dias o que vemos são pessoas privilegiadas, sem a preocupação de que este privilégio, possa estar prejudicando a quem verdadeiramente seria o dono do dito privilégio, temos que levar em conta que todos somos iguais, e ninguém é melhor que niguém, portanto os privilégios devem ser dados a quem realmente é de direito.

Por isso a necessidade de juizes, para fazer justiça, e não concordar com irregularidades, em troca de favores, ou em toroca de propinas ou presentes caros.

                     ---- EJO ---- Continua


No comments: