NO PRINCÍPIO CRIOU DEUS OS CÉUS E A TERRA E TUDO O QUE NELE HÁ.

Tuesday, December 16, 2014

O PREÇO DA GANÂNCIA -- CAPÍTULO --- 07


Capítulo --  07

Enquanto isto na delegacia!...

Adalberto - (o escrivão) Olha aqui Coronel, as papeladas para dar o golpe final na fazenda estão quase prontas.
Só faltam mais alguns documentos que encomendei de um estelionatário lá da província, o que ele falsifica, fica tão perfeito quanto o original.
A hora que estes papeis chegarem, já poderemos agir, por enquanto temos que nos fazer de bonzinhos e consternados.

Coronel - Claro, Claro, enquanto isto vou fazer uma visitinha amigável ao senhor Zeca, ele deve estar precisando dos meus préstimos, (fala com cinismo) ... Amanhã bem cedo estarei indo pra lá.

Dia seguinte na fazenda, mal o dia estava amanhecendo.

Coronel - Senhor Zeca, eu fiz questão de vir aqui, pra saber como o senhor está passando.
A ultima vez que o senhor esteve lá na delegacia, eu notei que o senhor não estava nada bem, e me preocupei com sua ausência.
E pensei!... Será que o senhor Zeca está doente, pois a muito que não aparece por aqui, e resolvi lhe fazer esta visitinha.

D.Gertrude - O sinhô, num vai cunsigui falá nada cum ele, pois desde aquele dia, ele perdeu o varetão da vida que num sabe pegá mais im nada pra mode fazê.

Coronel - Coitado do senhor Zeca, como pode ter gente tão ruim assim, este homem não merecia isto, qualquer coisa que estiver em meu alcance para ajudá-lo, não medirei sacrifício, a senhora pode contar comigo.

D.Gertrude - Carece não!... O Zeca sempre foi um home muito sistemático, e num vai gostá de pidí a sua ajuda; sei não coroné, mais o Zeca adispois que ocêis levaram ele lá pra delegacia aquele dia, nunca mais foi o nosso Zeca, ta sempre neivroso, e priocupado.

Coronel - (se fazendo de inocente) Mas, lá na delegacia ele foi muito bem tratado, ele até me encarregou de resolver uns problemas pra ele, por estes dias tudo estará resolvido.

D. Gertrude - É!... Sei não, mais eu acho que ele se arripendeu disto e num tem mais sussego.

Coronel - Lamento muito por tudo que está acontecendo, se a senhora resolver estou as suas ordens.
Bem vou indo só vim aqui fazer uma visitinha e saber se vocês estão precisando de minha ajuda. Até mais vê.


D.Gertrude - (fala pra si mesma) Como é farso este sujeito, eu, num cunfio nem um pouco nesse home, ele tá querendo se fazê de inucente, mais a cara dele num nega, e qui ele num passa de um bandido quereno se fazer de bãozinho.

                                                                --------- EJO -------- Continua

                          



No comments: